simpatiaO livro “O biocentrismo: como a vida e a consciência são as chaves para entender a Natureza do universo” causou pela internet porque tinha uma noção muito perfeita de que a vida não termina após a morte do corpo e que pode durar para sempre.

O autor desta publicação, cientista Dr. Roberto Lanza, eleito o terceiro mais importante cientista do New York Times, não tem dúvidas de que isso é totalmente possível.

Dr. Lanza, no passado, já ficou conhecido por sua extensa pesquisa sobre as células-tronco e também sobre as várias experiências com clonagem de animais ameaçadas de extinção.

Todavia, não há muito tempo, ele se aliou aos seus estudos a Física, Mecânica Quântica e Astrofísica. Com esta mistura deu à luz à nova teoria do biocentrismo a qual nos ensina que a vida e a consciência são fundamentais para a existência do universo.

A teoria sugere que a morte de nossa consciência não existe! A consciência não termina com a morte do corpo físico, ela existe fora das restrições de tempo e espaço, portanto, ela é capaz de estar em qualquer lugar: no corpo humano e no exterior de si mesma.

Vários físicos e astrofísicos, assim como Dr. Lanza, concordam com a existência de universos paralelos, ou seja, sugerem a possibilidade de múltiplos universos. Já na década de 80, o cientista Andrei Linde desenvolveu a teoria dos múltiplos universos.

Há abundância de lugares ou outros universos onde nossa alma poderia migrar após a morte, de acordo com a teoria do neo biocentrismo. Mas será que a alma existe?

A consciência reside, de acordo com Stuart e o físico britânico Sir Roger Penrose, nos microtúbulos das células cerebrais que são os sítios primários de processamento quântico. Após a morte, esta informação é liberada de seu corpo, o que significa que sua consciência vai com ele.

Nossas almas estão de fato construídas a partir da própria estrutura do universo e pode ter existido desde o início dos tempos. Então, há, realmente, uma parte de sua consciência que é não material e vai viver após a morte de seu corpo físico.

Dr. Hameroff disse ao Canal Science através do documentário Wormhole: “Vamos dizer que o coração pare de bater, o sangue pare de fluir e os microtúbulos percam seu estado quântico. A informação quântica dentro dos microtúbulos não é destruída, não pode ser destruída, ele só distribui e se dissipa com o universo como um todo”.

Estes estudos são fantásticos! São mais provas que temos de que a nossa consciência não acaba com a morte do corpo físico, portanto, a Reencarnação Humana está sim presente entre nós! A ciência está mais uma vez a favor da espiritualidade, isso é muito bom, um tremendo avanço para toda a humanidade.

Vamos lá, pessoal, aproveitarmos mais a vida com paz, amor e felicidade em nossos corações, confiantes no amor Divino, na infinitude e grandeza do universo!

Desejo luz e sabedoria celestial para todos nós!

Beijos,

Márcia Fernandes

https://osegredo.com.br/2015/04/cientistas-comprovam-a-reencarnacao-humana/