Leitura das Mãos

20 de outubro de 2010 | Postado por Márcia Fernandes em Lidando com o Invisível

Nossas mãos podem revelar muito sobre nossa personalidade. O estudo delas nos proporciona um maior autoconhecimento, revelando diversas características físicas e psicológicas a nosso respeito.

Quando se faz a leitura da mão, diferentes aspectos são analisados. O formato dos dedos, a forma da mão, o polegar, as linhas e os montes são levados em conta. E é exatamente sobre eles que vou falar.

Ao reparar nas mãos das pessoas, notamos que elas variam praticamente entre palmas quadradas e retangulares e mãos de dedos longos ou curtos. Baseado nisso, foram criados quatro tipos de mão, cada uma remetendo a um dos quatro elementos. São elas:

Leitura das Mãos_1

1 – Mão ar: palma quadrada com diversas linhas finas e dedos longos. Representam a forte expressividade, instabilidade emocional e curiosidade intelectual.  Pessoas com esse tipo de mão podem ser boas comunicadoras, escritores, professores, etc.

2 – Mão Terra: palma também quadrada, mas os dedos, no entanto, são curtos. Simboliza a praticidade e a seriedade. Pessoas com esse tipo de mão podem se dedicar a carpintaria, agricultura ou trabalhos com máquinas.

3 – Mão água: palma da mão retangular e dedos longos. Representa uma personalidade mais delicada, sensível e imaginativa. Pessoas com esse tipo de mão produzem bem em áreas que exijam muito estudo e que tenham pouca pressão, como a área de pesquisa.

4 – Mão fogo: também com palma retângulas, no entanto, com dedos curtos. Simboliza uma pessoa pró-ativa e cheia de vontade. Pessoas com esse tipo de mão são indicadas a profissões nas quais não haja rotina, como medicina, direito ou artes.

 

As mãos são compostas por oito montes, cada um tem um nome e define uma característica especifica. Quanto maior o monte, mais forte a influência de determinada característica no temperamento da pessoa.

 Leitura das Mãos_2

1. Monte de Vênus representa as emoções básicas, o físico e o sexual. Quando grande, representa um bom apetite, e boa disposição sexual. Quando baixo indica uma saúde mais frágil.

2. Monte de Marte inferior: representa a agressividade, o lado selvagem da pessoa. Quando pequeno, simboliza timidez. De tamanho médio, indica uma pessoa corajosa e agressiva. Grande, um temperamento impulsivo e um grande apetite sexual.

3. Monte de Júpiter: representa a sociabilidade. Se a pessoa não apresenta esse monte desenvolvido, deve ter problemas em lidar com a autoridade. Se for desenvolvido, apresenta boas relações sociais e capacidade de liderança.

4. Monte de Saturno: representa a introspecção. A inexistência desse monte indica pouco poder de decisão e negativismo. Um monte de Saturno saliente é sinônimo de consciência emocional e fidelidade.

5. Monte de Apolo: representa a capacidade criativa. Quando baixo, simboliza pouco poder criativo. Alto, indica extravagância e habilidades artísticas.

6. Monte de Mercúrio: representa o poder de comunicação da pessoa.  Ou seja, quanto maior melhor a sua expressão. Se o seu monte de Mercúrio for baixo, provavelmente enfrentará dificuldades nessa área.

7. Monte de Marte superior: representa o grau de resistência e determinação. Assim, um monte bem definido indica coragem, segurança e persistência. Caso contrário, simboliza falta de foco e de firmeza.

8. Monte da Lua: representa a sua ligação com a imaginação e a realidade. Quando pequeno, indica muita racionalidade. Se grande, equilíbrio entre a razão e a imaginação.

 

Nossos dedos têm energia própria. As mãos e os pés estão ligados energeticamente como já acreditavam os antigos curadores e todos os órgãos do nosso corpo ali se encontram. Conheça a qual órgão do corpo humano se refere cada dedo:

  • Polegar: Rege o maxilar, a faringe e o sistema respiratório.
  • Indicador: Rege o sistema nervoso, o intestino grosso, a vitalidade, a ação e a coluna.
  • Médio: Rege a alegria, a circulação, os pés e os joelhos.
  • Anelar: Rege o sistema urinário, o sistema digestivo e a tireóide.
  • Mínimo: Rege o coração e o intestino delgado.

 

Então, depois de todas essas informações, que tal dar uma olhada na sua mão? Analise-a e veja o que ela pode dizer a seu respeito. Entenda as suas qualidades e diferenciais, e aproveite o que você tem de mais marcante. Com certeza isso te ajudará a alcançar um pouco mais do conhecimento interior.

 

Beijos e até a próxima,

Márcia Fernandes.

Acompanhe os comentários através de RSS 2.0 Both comments and pings are currently closed.