testking outlet IT nobis http://www.examboom.com pass4itsure parajumpers sale where is my windows 8 product key sticker 25 character product key for microsoft word 2010

Quem foi Dr. Bezerra de Menezes?

13 de julho de 2011 | Postado por Márcia Fernandes em Kardec

BLOG GRANDE INTERNO_QUEM FOI DR BEZERRA DE MENEZES 

Vou contar a vocês quem foi este maravilhoso homem chamado Adolfo Bezerra de Menezes, o médico dos pobres. A história é linda demais!

Adolfo Bezerra de Menezes nasceu em 29 de agosto de 1831, em Riacho do Sangue, no Ceará, descendente das primeiras famílias que vieram do sul povoar aquele estado.

Em 1838, entrou para a escola publica Vila do Frade e formou-se em 1856 pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Em 06 de janeiro de 1858, casou-se com Dona Maria Cândida Lacerda, que faleceu em 24 de março de 1863, deixando dois filhos pequenos. Casou-se então algum tempo depois com sua cunhada, irmã de sua esposa por parte de mãe, com quem teve mais sete filhos.

Durante a campanha abolicionista, com espírito prudente, escreveu “A escravidão no Brasil e as medidas que convém tomar para extingui-la sem danos para a nação”. Conheceu o Espiritismo em 1875 e, em 16 de agosto de 1886, diante de um público extraordinário, proclamou sua adesão à doutrina espírita.

A partir daí, toda sua existência foi dedicada à causa de Cristo, sendo considerado o médico dos pobres e o apóstolo da caridade devido a sua dedicação e amor ao próximo.

Ele também expôs problemas de sua terra, escreveu biografia sobre homens célebres, foi redator do jornal “Sentinela da Liberdade”, escreveu livros Espíritas. Pela atuação em movimentos espíritas, foi considerado um modelo para a doutrina. Suas atitudes fizeram com que ele fosse considerado o Kardec Brasileiro, uma homenagem pelo seu desempenho. Também foi vereador e deputado pelo Rio de Janeiro, além de presidente da FEB (Federação Espírita Brasileira).

Em 11 de abril de 1900, às 11h30, Dr. Bezerra de Menezes desencarnou no Rio de Janeiro, mas suas atividades aqui não se encerraram. Até hoje, o médico dos pobres continua servindo demais a Pátria Espiritual.

Lindo demais, não?

 

Beijos,

Márcia Fernandes.

Acompanhe os comentários através de RSS 2.0 Both comments and pings are currently closed.